Concisão, fragmentação, e coesão em Poetamenos

A extrema concisão das peças de Webern exerceram uma enorme influência sobre Augusto de Campos. O poeta deve concordar com Adorno, para quem Webern teria chegado a uma nova forma de objetividade através do expressionismo em um sentido estrito (ADORNO, 1984, p. 448) —

“[Webern é] o único a propor o expressionismo musical em seu sentido mais estrito, levando-o a tal ponto que reverte seu próprio peso a uma nova objetividade” (ADORNO, 1984, p. 448).

A concisão, em sequências rítmicas e melódicas, é uma propriedade da música weberniana que permite uma notável coexistência da fragmentação do material e da coesão formal. Um bom exemplo dessa concisão (ou objetividade, segundo Adorno) na obra de Webern, são as Seis Bagatelas para Quarteto de Cordas, de 1913, que duram aproximadamente três minutos no total.

webern

Allen Forte, que se dedicou ao estudo rigoroso dos intervalos e classes de notas na obra de Webern, enfatizou a unidade formal da obra, que permite que cada uma de suas Seis Bagatelas soem como singularidades: “O que é extraordinário sobre todas as composições do Opus 9 é que elas são tão individualizadas: cada uma parece apresentar sua própria ideia musical, que é composta da forma mais meticulosa possível” (FORTE, 1994, p. 174).

Curiosamente, as Seis Bagatelas correspondem, em número, aos seis poemas de Poetamenos, igualmente breves. A composição era conhecida do poeta, já que uma interpretação dela aparece no LP comprado por Augusto e Haroldo em 1952.

Se nossa suposição não está equivocada, a síntese do material musical weberniano, em sua concisão, fragmentação de elementos e coesão formal deve mais a Seis Bagatelas, do que ao Quarteto Op. 22, o papel de signo-fonte no processo de transcriação de Webern, por Augusto, em Poetamenos.

Marta Castello-Branco, Ana Fernandes, João Queiroz

###

ADORNO, Theodor. Musikalische schriften. Berlin: Suhrkamp Verlag, 1984.

ADORNO, Theodor. Anton Webern: zur Aufführung der fünf Orchesterstücke in Zürich. In: HEINSHEIMER, Hans; STEFAN, Paul (Orgs.). Musikblätter des Anbruch, v.8, Wien: Universal Edition, 1926: 280–282.

FORTE, Allen. An Octatonic Essay by Webern: No.1 of the Six Bagatelles for String Quartet, Op. 9. Music Theory Spectrum, v. 16, n. 2, 1994: 171-195.

%d bloggers like this:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star