+ INTERMIDIALIDADE +

O evento, no dia 27/11, reuniu um poeta-designer e um músico-compositor:



> Rejane Cantoni é artista. Expôs em inúmeras instituições de arte em todo o mundo. Em parceria com Leonardo Crescenti, participou do Ars Electronica (Linz, Berlim, Cidade do México), do The Creators Project (Nova York, São Paulo), dos Festivais Glow e STRP (Eindhoven), do Espacio Fundación Telefônica (Buenos Aires) do Festival de Arte Contemporânea de Copenhague (Copenhague), dos FILE Festival Internacional de Linguagem Eletrônica (São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, Brasília, Belo Horizonte, São Luis), do Zeebrastraat (Ghent), do Mois Multi (Québec), da Trienal Internacional de New Media Art 2014 (Pequim), da Ruhrtriennale 2014 (Duisberg), do Ásia Cultural Center / ACC (Gwangju), do WONDERSPACES (San Diego, Scottsdale), do WAVELENGTH (Shenzhen, Shangai, Beijing). Em 2014, a dupla recebeu o prêmio Itaú Cultural por VOZ, em 2010 os prêmios VIDA 13.2 por FALA e menção especial do Prix Ars Electronica para TÚNEL. É pós-doutora em Artes pela Universidade de São Paulo, doutora e mestre em Comunicação e Semiótica pela Universidade Católica de São Paulo e mestre do Programa de Estudos Superiores das Tecnologias da Informação da Universidade de Genebra. Antes de se tornar artista independente, foi vice-diretora de faculdade e professora da Faculdade de Matemática, Física e Tecnologia da Universidade Católica de São Paulo.

> Lucio Agra é artista da performance, poeta, ensaísta, curador, e professor na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, no Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (CECULT). Tem experiência na área de Comunicação e Artes, com ênfase em Semiótica das Artes, atuando principalmente nos temas: poesia – poética – arte e tecnologias, performance – artes do corpo, performance, poesia – poesia eletrônica e digital e performance- arte, tecnologia e vanguardas, teorias da comunicação. Estão entre suas publicações: “Monstrutivismo: Reta e Curva das Vanguardas” (2010, Editora Perspectiva), “História da Arte do Século XX: Idéias e Movimentos” (2004, Editora Anhembi), “Décio Pignatari” (2017, EDUC).

João Queiroz & Ana Fernandes

%d bloggers like this:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star