+ INTERMIDIALIDADE + Edson Zampronha + Rui Torres

O evento, no dia 26/11, reuniu um poeta-designer e um músico-compositor:



> Edson Zampronha é compositor dedicado à música experimental contemporânea, e professor na Universidade de Oviedo, desde 2015. Suas obras incluem peças para orquestra, banda sinfônica, música eletroacústica, música de câmara, instalações sonoras, obras interativas e música para filmes. Sua pesquisa se concentra na significação musical, e tem como pano de fundo a semiótica, a teoria musical e novas tecnologias. Zampronha já obteve alguns dos prêmios mais importantes do Brasil: duas vezes pela Associação Paulista de Crítica de Arte, por suas obras Toccata II (melhor trabalho solo de 1993) e Modelagem VII (melhor trabalho conjunto de 1997). Em 2005 foi o vencedor do 6º Prêmio Sergio Motta, pelas instalações sonoras Atrator Poético, com o Grupo SCIArts. Em 2017 foi compositor homenageado no IV Festival de Música Contemporânea Brasileira juntamente com o compositor Hermeto Pascoal, e premiado pelo conjunto de sua obra. Encontram-se, entre suas publicações, os livros: “Notação, Representação e Composição” (2000, Annablume) e “Arte e Cultura – Estudos Interdisciplinares” (Annablume).

> Rui Torres é professor na Universidade Fernando Pessoa (UFP), nos seminários de graduação e pós-graduação em comunicação, semiótica, literatura e hipermídia, e foi professor convidado em Universidades de Espanha, Estónia e México. Autor de livros, e artigos sobre literatura e cibertextualidades, escrita criativa digital, poesia digital e ciberliteratura, foi premiado por “Poemas no meio do caminho” (2012, 4t Premi Internacional “Ciutat de Vinaròs” de Literatura Digital). É membro do Board of Directors da Electronic Literature Organization.

João Queiroz & Ana Fernandes

%d bloggers like this:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star